QUE SOEM (OU SUMAM) AS “CORNETAS”!

IMG_0596Na década de 80 era comum a realização de partidas preliminares, aonde os jogadores que não vinham sendo aproveitados no time principal de jogarem.

Além disso, servia também para os jogadores suspensos ou aqueles que estavam na transição dos juniores para o profissionais de jogarem.

À época essa era a única chance de acompanhar os “meninos” da base. Não havia redes sociais, blogueiros, setoristas especializados nas divisões de base, e nem nada. Quem quisesse acompanhar os jogadores que subiam da base ou que estivessem em transição para o profissional deviam chegar mais cedo ao Mineirão e lá, sentado no concreto da arquibancada, tomando sua gelada e comendo seu tropeiro com um baita zoiúdo de gema mole, poderiam chegar às suas conclusões. Cada um chegava na sua conclusão sobre o elenco por si próprio. Não havia boataria e nem edição de lances no youtube. Era apenas o torcedor, o campo, os jogadores e sua consciência. À época da década de 80, início de 90, só havia a TV aberta e que mal mal passava os jogos. Quem queria saber do time tinha que ir à campo ou acreditar piamente nos radialistas que narravam os jogos).

Hoje, nos anos 2000, na época da geração virtual e da capacidade de reflexão por si só cada vez mais diminuta, não ocorrerá qualquer jogo preliminar, ninguém precisará chegar mais cedo para assistir qualquer outro jogo senão o das 19h30 contra o Atlético-PR, e nem precisará sentar no concreto do Mineirão…

Todavia, será oportunidade única para que muita gente que “corneta” grande parte do elenco para tirar por si próprio as conclusões acerca do elenco formado.

Sobre o time titular, a grande parte da torcida já tem sua opinião formada sobre o Deivid e seus jogadores titulares. Todo cruzeirense que se diz como tal sabe muito bem como o time titular do Deivid está jogando. Cada torcedor sabe o que esperaria do Fábio ao Alisson em face do conhecimento que cada um tem de cada jogador titular, hoje, do elenco.

MAS, e sobre os reforços que NUNCA jogaram?

O que cada torcedor pode dizer sobre eles, se, com a camisa celestes nunca virão jogar?

Por mais que hoje possa parecer um jogo amistoso, em que, em tese, não vale nada para o Cruzeiro para fins de classificação no torneio, por certo, o jogo de hoje vale muito, para onze jogadores e mais que oito milhões de torcedores.

Quem não pensava em ir para o jogo pelo fato da já deflagrada desclassificação no torneio, que, coloque as mãos na consciência e que vá em campo. Lá, cada torcedor que pede mudança de fulano por cicrano no time titular poderá ter a sua própria conclusão sobre vários jogadores.

No jogo de hoje, ainda que minimamente, cada um do mundo azul celeste poderá ver e ser apresentado ao futebol de Matias Pisano, Federico Gino, Marciel e Bruno Nazário, estes recém contratados, Bruno Viana que subiu do time de juniores esse ano, e, Uilliam Correa e Rafael que já estavam no elenco mas que nunca jogam por opção do treinador, permitirá que cada torcedor possa ter sua própria impressão sobre cada um dos jogadores.

Por mais que digam que poderá haver um certo desconto pelo fato desses jogadores não estarem em ritmo de jogo – treino é treino e jogo é jogo – certo é que muitos dos torcedores que hoje pedem A ou B no time titular pelas informações vindas de internet ou terceiros poderão ter ou não certeza de suas convicções.

Até mesmo se Deivid, ao lado do ca
mpo, presta ou não poderá ser observado hoje, já que, por conta de suspensão a ele aplicada pela expulsão contra o Fluminense, será o Pedrinho quem comandará o time do banco celeste.

Amistoso ou não, preliminar de luxo ou não, hoje será oportunidade única (ou não) para muitos torcedores tiraram suas primeiras impressões sobre os atuais reservas de nosso elenco.

Torço para que esses jogadores, hoje chamados “reservas”, mostrem seu valor e que o Cruzeiro vença e convença! Boa sorte para todos os atletas celestes que entrarem em campo hoje!

Só gostaria de pedir, para o torcedor, de um modo geral, que independentemente do que venham a ver hoje desses jogadores, que tenham um pouco de paciência. Vale lembrar que ano passado, os primeiros jogos do volante Ariel Cabral foram muito abaixo da crítica e que após o início pífio se tornou uma das peças mais importantes do time no cenário atual.

De mais a mais, que soem (ou sumam) as cornetas!

Força Cruzeiro! #PNCF

(foto: Rafael Pena)

 

Comentários

Comentários

Tags: , , , , , , , ,

Sobre Programa Rivalizando

Rivalizar é preciso e faz bem

Nenhum comentário ainda.

Deixar uma resposta