Tem nada para esse ano!

naseiludamEu juro que queria ser otimista, acreditar em Papai Noel, que tem uma perna só, que no final do ano distribui para as crianças ovos de avestruz, como presente de ano novo. Mas… Eu não consigo.

Esse ano não vamos rapar absolutamente nada. Nem Campeonato Brasileiro, muito menos Copa do Brasil, nadica de nada.

E não se deixem iludir. As contratações de Sóbis e Ábila foram sensacionais, mas foram tardias. A diretoria demorou uma eternidade para se movimentar e tem mais. O time está com um puta ataque e só. O sistema defensivo não passa confiança nenhuma.

Quando eu falo sistema defensivo, vai desde o goleiro até os volantes. Nossas laterais estão devendo demais. Bryan pode vir um dia, a ser um grande jogador, mas por enquanto o futebol que o atleta vem apresentando é o mesmo que o deixava no banco do América, para vestir a camisa do Cruzeiro, vai ter que suar muitoooooooooooooo a bunda.

O Lucas até chega bem ao ataque, mas lá na retaguarda não marca ninguém e pior, como gosta de tomar um cartão amarelo e vermelho o cidadão.

Bom, aí as más atuações dos laterais, sobrecarregam os volantes, que precisam se desdobrar, pois precisam ser eficientes na marcação do meio de campo e dar cobertura aos avanços dos atacantes adversários que vem pelas laterais, né fácil não “cumpadi”!!! Tem que ter um preparo físico do caralho. Mas Henrique e o Romero estão dando conta do recado, o que tem dado peso é o Bruno Ramires.

Olha esse menino pode um dia até ser um grande volante do futebol brasileiro, mas por enquanto o lugar dele é no banco de reservas dando lugar para o Cabral.

Cabral que de forma “misteriosa”, simplesmente desapareceu do time. O cara que outrora foi importantíssimo para esquema do Mano, não tem vez com o Paulo Bento, queria muito saber o porquê.

E aí chegamos a dupla de zaga. Bicho, tem posições no futebol que são “pica” demais. Olha só. Você ter no time um atacante mais jovem, chega ser até bom contar com os seus valores. O cara pode até se dar ao luxo de ser meio irresponsável com a bola nos pés, a sua idade o credencia para fazer jogadas mais ousadas e numa dessas, corre-se o “risco” de sair até um golaço!!! Claro que ele vai perder oportunidades igual a todo atacante. Mas quando ele comete um erro, é la na frente, longe do seu gol.

Mas quando um zagueiro comete um erro, aí… FODEU. Porque depois dele tem só o goleiro, a chance de se levar um gol é enorme.

Então Paulo Bento, ajuda a torcida a te ajudar!!!! Aqui tem um filme, o tropa de elite, da uma olhada, la tem uma frase, que é a seguinte: “Quem quer rir, tem que fazer rir”. Ajuda os amigos, coloca o que você tem de melhor no grupo em campo.

Mete la o Cabral no lugar do Bruno Ramires, o argentino é bão, distribui bem as bolas, cadencia a partida e quando precisa da até umas botinadas e nem vem com esse papo que ele é lento, time bão quem corre é a bola.

Deixa de ser cabeçudo Paulo Bento e coloca um zagueiro mais experiente ao lado do Bruno Viana. Sua teimosia vai acabar queimando o atleta e o seu parceiro de zaga, o Fabricio Bruno. Tem o Leo, que não teve chance com o português e tem também o Bruno Rodrigo, jogador que foi essencial nas conquistas do Brasileirão 2013/14.

Ah mais uma, prometo que é a última. Pelo pouco que convivi dentro de um clube de futebol, o Cruzeiro, pude aprender algo sobre os jogadores. CONFIANÇA para esses caras é tudo. Quando o jogador está convicto de sua capacidade ele arrisca mais em jogadas individuais, chuta mais ao gol adversário, enfim, se empenha de corpo e alma, da os famosos 110% em campo.

Então Paulo Bento, eu sei que o Willian não ta vivendo o seu melhor momento, mas o cara vai lá e mete dois gols no que foi a melhor apresentação do Cruzeiro no ano, foi no jogo contra o Palmeiras, aí vem o a partida contra a Chape e o atacante não se apresentou bem, aí você saca o cara do próximo jogo e sabe o que acontece quando é tomada esse tipo de decisão? Você fode com a  confiança que o atacante do bigode vinha adquirindo.

Bom, resumindo: no final das contas a chegada dos reforços tem dois motivos. Um, é obvio, evitar que o time pegue o seu burrinho e siga para a segunda divisão e o outro, é para dar uma acalmada na torcida, aliviar a barra da diretoria, ver se diminui um pouco a insatisfação da China Azul. O famoso cala a boca!

Valeu e até a próxima!

Rodrigo Genta

Comentários

Comentários

Sobre Programa Rivalizando

Rivalizar é preciso e faz bem

Uma resposta de “Tem nada para esse ano!”

  1. Fábio Rocha 6 de julho de 2016 at 05:15 #

    Uma dica de música pra se ouvir enquanto leem este texto do Genta:
    Será
    Legião Urbana

    “…Será só imaginação?
    Será que nada vai acontecer?
    Será que é tudo isso em vão?
    Será que vamos conseguir vencer?
    Ô ô ô ô ô ô ô ô ô …”

Deixar uma resposta