Cristiano Monteiro

crissomos1

Atleticano acima de qualquer coisa!

Cristiano Monteiro, jornalista (só pra falar que tenho diploma). Nascido em BH, em 22 de julho de 1978, solteiro (to na área, derrubou é pênalti).

Trabalho com televisão (emissoras, e não aparelhos, ok?) há 19 anos! Emissoras grandes e pequenas, mas todas com a mesma importância para minha formação profissional: CBH, Canal 23, TV Horizonte, Globo, SporTV, Esporte Interativo e atualmente na Band Minas.

Acompanho o Galo desde os 5 anos de idade quando meus tios, César e Hamilton (duas marias) me levaram ao clássico da fase final do Campeonato Mineiro de 83, vitória nossa por 3 x 2, o Galo se consagraria mais pra frente o campeão do ano, olha a escalação do time: João Leite, Nena, Fred, Luizinho, Jorge Valença; Paulinho Kiss, Heleno, Renato, Marcus Vinícius; Éder Aleixo e Reinaldo. Desculpa ai! Tentaram de qu

alquer forma que eu torcesse para o lado azul, mas não teve jeito, a massa era 80% do Mineirão e foi amor incondicional! Aqui não! Aqui é Galo porra!

 

Jogos Memoráveis

Tenho dois jogos que me marcaram como torcedor, o primeiro em 22/12/1999 Atlético  0 x 0 Corinthians no 3º jogo da final, eu estava lá no Morumbi com 5 mil atleticanos. O Galo era um time de guerreiros e não merecia empatar nem perder, merecia ganhar o jogo, consequentemente seríamos Campeões Brasileiros daquele ano, mas futebol é assim: sem lógica! Esse jogo eu chorei muito de tristeza, muito mesmo, porque os 11 dentro de campo correram e buscaram a vitória, não deu!

O segundo jogo é mais recente, esse chorei muito também, desta vez com uma pequena diferença: chorei de alegria, chorei de transbordar e a Cantareira em SP ficar com inveja, chorei porque só assim poderia externar o que vivi naquele “Partiu Riascos pra bola…” (até hoje o toque do meu celular é a narração do Pequitito na defesa do São Victor). Nunca mais esquecerei daquele 30/05/2013. Lembram o que disse acima? Futebol não tem lógica, porque a lógica desta vez seria a eliminação, mas… Aqui não! Aqui é Galo Porra!

Aqui no Rivalizando eu sou o terror do outro lado da lagoa!